Nessa postagem, semelhantemente aos artigos em que tratamos das Unidades Temáticas “Números“, “Álgebra“, “Grandezas e Medidas” e “Geometria“, trazemos possibilidades de atividades e conteúdos pertinentes às habilidades previstas na BNCC para o 5º Ano do Ensino Fundamental I relativas à também ao desenvolvimento de Atividades da Unidade Temática: Probabilidade e Estatística

Basicamente, os conteúdos envolvidos nas habilidades são: compreensão do significado do espaço amostral, cálculo de probabilidades, estudo de gráficos e tabelas.

(EF05MA22) Apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório, estimando se esses resultados são igualmente prováveis ou não.

Conteúdos

Espaço amostral: análise de chances de eventos aleatórios

Atividades da Unidade Temática: Probabilidade e Estatística

Na elaboração de atividades é importante que:

  1. Os alunos possam compreender e indicar o espaço amostral para a resolução do problema;
  2.  Analisem as possibilidades de ocorrência de um evento em relação a todas as possibilidades, verificando se elas são ou não iguais, de modo a suscitar a formulação de hipóteses.
  3. No contexto do lançamento de um dado, pode-se perguntar aos alunos quais são os números possíveis de saírem no lançamento de um dado comum (espaço amostral), e se esses números têm chances iguais ou diferentes. E ainda, verificar quais as possibilidades de ocorrência de número par ou número ímpar em um lançamento.

Assim, de forma resumida, os conteúdos a serem trabalhados incluem:

  • Apresentar atividades nas quais os alunos devem apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório (espaço amostral);
  • Estimar se esses resultados são igualmente prováveis ou não, ou seja, se têm a mesma chance de ocorrer;
  • Indicar o espaço amostral relativo a um experimento aleatório, identificando se nele há chances iguais (igualmente prováveis ou equiprováveis) de um determinado resultado ocorrer.

(EF05MA23) Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios, quando todos os resultados possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).

Conteúdos

Cálculo de probabilidade de eventos equiprováveis

Atividades da Unidade Temática: Probabilidade e Estatística

Na elaboração de atividades, visando desenvolver esta habilidade, os conceitos trabalhados em(EF05MA22) deverão ser agora representadas numericamente. Pode-se recorrer às mesmas situações problemas, mas, agora, com a expressão numérica na forma de fração. Ou seja, a fração como razão, quando se expressa, por exemplo, a ideia de que  há 1 em 36 chances de sair soma 12 no jogo de dois dados convencionais e se expressa isso na forma fracionária 1/36.

Assim, as atividades desenvolvidas necessitam incluir:

  • Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios, quando todos os resultados possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis);
  • Conhecer o espaço amostral ou o conjunto de todas as possibilidades que fazem parte deste problema;
  • Associar a representação fracionária como forma de registro da probabilidade de um evento acontecer. Por exemplo, ao se lançar uma moeda o espaço amostral é cara ou coroa, ou seja há 1 em duas possibilidades de sair cara, logo a probabilidade de termos cara é de 1/2, o mesmo vale para coroa. Já no caso do lançamento de um dado comum, há 1/6 de probabilidade de sair qualquer um dos números do espaço amostral.

(EF05MA24) Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir textos com o objetivo de sintetizar conclusões.

Conteúdos

Leitura, coleta, classificação interpretação e representação de dados em tabelas de dupla entrada, gráfico de colunas agrupadas, gráficos pictóricos e gráfico de linhas

Atividades da Unidade Temática: Probabilidade e Estatística

Aqui, é importante propor aos alunos que sejam analisados gráficos diversos, principalmente aqueles que são veiculados na mídia. Nesse contexto, a leitura e interpretação de gráficos e tabelas desenvolve as habilidades de questionar, levantar, checar hipóteses e procurar relações entre os dados. Ao explorar a leitura de gráficos deve-se propor questões que estimulem a sua interpretação em níveis diferentes de compreensão, a partir de questões, para que o aluno relacione os dados do gráfico. As inferências são feitas baseadas nos dados explicitamente apresentados pelo gráfico.

Os temas a serem trabalhados em sala e que promove o desenvolvimento desta habilidade incluem:

  • Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito;
  • Produzir textos com o objetivo de sintetizar conclusões que envolve algum conhecimento anterior de tabelas e gráficos, bem como a experiência de analisá-los e registrar por escrito conclusões possíveis de serem tiradas a partir dessa análise.

(EF05MA25) Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, organizar dados coletados por meio de tabelas, gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto escrito sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.

Conteúdos

Leitura, coleta, classificação interpretação e representação de dados em tabelas de dupla entrada, gráfico de colunas agrupadas, gráficos pictóricos e gráfico de linhas

Atividades da Unidade Temática: Probabilidade e Estatística

Para o desenvolvimento desta habilidade, pode-se propor aos alunos que realizem pesquisas de opinião com 100 pessoas como cenário para a utilização de porcentagem na expressão dos resultados da pesquisa, o que permitiria utilizar planilhas eletrônicas para produzir tabelas e gráficos de tipos variados expressos em porcentagem.

Ainda, no que concerne ao desenvolvimento dessa habilidade, deve-se observar que realização da pesquisa acontece a partir de procedimentos tais como: identificar um problema a ser respondido e desenvolver procedimentos que vão da escolha da população investigada a procedimentos de coleta, organização e publicação dos dados da pesquisa e da resolução do problema investigado. Sendo assim,  as atividades de pesquisa necessitam:

  • Envolver variáveis categóricas e numéricas e a organização dos dados coletados por meio de tabelas, gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais,
  • Apresentar texto escrito sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados, identificando quais são as variáveis nos estudos estatísticos e os valores que assumem determinadas características dentro de uma pesquisa.
  • Promover a diferenciação entre variáveis categóricas (qualitativas) e quantitativas. As primeiras são aquelas que não podem ser expressas numericamente, pois relacionam situações como mês de nascimento, preferência por um time de futebol, marca de automóvel, preferência musical, entre outras.
  • Promover um trabalho com variáveis numéricas ou quantitativas. Esse tipo de variável pode ser classificado em discreta (se for relacionada a situações de contagem (por exemplo: número de revistas vendidas, quantidade de consultas médicas, número de filhos) ou contínua como a que se refere às situações de medida (por exemplo, massa de um produto, altura de pessoas,  tempo de duração de um evento etc.).

Baixe já as apresentações com os Descritores de Matemática e os Níveis de Proficiência da Prova Brasil

You have Successfully Subscribed!

Share This